Tem a sorte de ter uma varanda! Pequenos-almoços ao ar livre, um pequeno recanto de natureza na cidade. Mas atenção para não a transformar num local de armazenamento selvagem: arrisca-se a danificar a sua propriedade e sujeita-se a observações dos seus vizinhos.

1- O que pode colocar na sua varanda?

Contacte a sua câmara municipal, vizinhos ou o administrador de copropriedade. Tem autorização para colocar e suspender o quê na sua varanda? Tem de respeitar algum limite em termos de peso e altura das plantações?

Roupa a secar? Horta ou árvores em miniatura? Bicicleta? Barbecue? Lombricompostagem? Em função do que puder fazer, deve renunciar a determinadas atividades.

2- O que fará com a sua varanda?

Um pequeno jardim ou uma verdadeira sala exterior? Apenas para lá ir ou para tirar o máximo proveito das plantas?

De acordo com o que preferir (e, sobretudo, com o tamanho da sua varanda), deverá privilegiar os vasos de plantas para chão (pense na rega!) ou vasos presos no parapeito.

Prefere uma varanda aberta em vez de um espaço privado? Para limitar a visibilidade, verifique se tem autorização para instalar proteções, que terá de fixar bem ao parapeito. Se for proibido, alguns arbustos de crescimento robusto, como bambus, servirão.

3- Proteger o que ficará ao ar livre

As condições numa varanda na cidade são difíceis: aí está-se sujeito a mais sol, vento e chuva do que no chão.

Por isso, deverá concentrar-se na proteção dos objetos que ficarão sempre no exterior. Ou equacionar colocá-los no interior no fim do outono.

O mobiliário de exterior, por exemplo: duas cadeiras e uma mesa pequena é o mínimo para aproveitar a sua varanda. Se pretender deixá-lo ao lar livre 365 dias por ano, escolha materiais robustos, resistentes à humidade e ao frio. Ou opte por móveis dobráveis que guardará no interior no inverno.

Se tiver instalado um canto aconchegante com mantas, almofadas e uma toalha bonita, arrume tudo à noite numa caixa de plástico com rodas que poderá deslocar à vontade. Ou instale uma arca que servirá também de assento e permanecerá no exterior todo o ano.

Enquanto jardineiro(a) amador(a), escolheu com cuidado os seus morangos, tomates e ervas aromáticas. Se quiser que a sua varanda tenha sempre um aspeto bonito, não se esqueça que haverá material para armazenar: regador, reforços, pinças, etiquetas… Tudo isso arruma-se facilmente em diferentes caixas de plástico transparentes ou coloridas, com tampa. Não hesite em colocar terra, areia e palhagem em caixas de plástico da mesma gama: o efeito será mais harmonioso.

Os capacetes e vestuário de ciclista, patins, etc. encontrar-se-ão bem protegidos neste mesmo género de recipientes.

4- Como guardar as caixas na varanda?

Estas diferentes caixas deverão ser colocadas em prateleiras sólidas. Se puder, escolha prateleiras de vários níveis reguláveis, que colocará ao longo da parede: nunca há espaço suficiente para arrumar as nossas coisas. Caso não tenha prateleiras, escolha caixas que colocará ao pé do parapeito.

Também poderá prender as prateleiras com suportes na parede para aí colocar as suas plantas e caixas de arrumação.

Por fim, para uma proteção perfeita, um armário de plástico também servirá perfeitamente. Existem em várias alturas, larguras e acabamentos para se integrar perfeitamente na sua varanda.